14 de set de 2011

Crise Existencial - 35ª Temporada - Capítulo 06

O país virou refém da Máfia da Piada Analfabeta, que dissemina a ignorância alheia no intuito de alimentar a produção de vídeos constrangedores no Youtube. Em tempos de nota vermelha, nosso heroi invade um laboratório de refino de erros ortográficos comandado por homossexuais debochadinhos de curso superior e visto internacional, que visam criar um exército de palhaços involuntários através do culto a personagens virtuais sem instrução. Conseguirá Eliandro colocar os pingos nos is? Se ser pobre é tão divertido porque todo mundo joga na Megasena? Se errar é humano, então acertar é desumano? Por que o porque tem um porquê? Um episódio particularmente acentuado.

13 de set de 2011

Crise Existencial - 35ª Temporada - Capítulo 05

Com a disseminação das dubladoras de sirene de ambulância, a humanidade corre o risco de ser extinta pela explosão coletiva de tímpanos. Eliandro sai às ruas, munido de sua supersurdez, no intuito de reverter o quadro da tragédia microfonada. A trilha de destruição dos vibratos mutantes leva nosso heroi ao Cemitério Fonográfico Zumbi, de onde saem as almas penadas lamuriantes que amaldiçoam as rádios, o Youtube e as boates gays do centro de São Paulo. Que chances terá o nosso paladino da melodia em vencer a ditatura da cólica musical? Conseguirá Eliandro cantar e cantar e cantar na beleza de ser um eterno aprendiz? Dó é dia, um lindo dia? Um episódio cheio de contratempos.

12 de set de 2011

Crise Existencial - 35ª Temporada - Capítulo 04

Num confronto sem precedentes contra um de seus maiores inimigos, o Poeta Maldito, nosso heroi é atingido pela arma de versos oníricos e começa a pensar de forma abstrata. Lutando para manter a racionalidade do pensar, pensamentos que voam como um rouxinol de luz, um anjo que suspira à minha alma, farfalhando o fôlego inebriante do viver... Eliandro usa todas as suas forças para seguir focado, a foca, a faca, que sangra o perfume do amor exalado pelo coração de uma criança, aquela que brinca na lembrança de que fui... Ou serei? Conseguirá o paladino da infâmia vencer esta peleja, que veleja onde quer que veja o mar que seja o seu coração de cereja? O amor é fogo que arde sem se ver? Nosso heroi sucumbirá à dura poesia concreta de tuas esquinas?

8 de set de 2011

Crise Existencial - 35ª Temporada - Capítulo 03

A última ideia original do mundo corre grande perigo de vida. Cabe ao nosso heroi protegê-la de uma horda de não-seres (criaturas que não são, apenas soam com algo que já foi) a fim de preservar a experiência do insight luminoso. Conseguirá Eliandro impedir uma avalanche de remixes, releituras, sobreposições, remakes, versões, bootlegs, movimentos antropofágicos, miméticos, anacrônicos e outros resgastes promovidos por trendsetters-zumbis? As boas ideias um dia voltarão a reinar? 51 ainda é uma boa ideia? O conceito de inédito já virou fóssil? E por falar em fóssil, por que se chama "Jurassic Park" se tiranossauros e velociraptors viveram no Período Cretáceo?

6 de set de 2011

Crise Existencial - 35ª Temporada - Capítulo 02

Depois de um coma induzido de nove meses por seus inimigos, Eliandro acorda em um laboratório secreto e se descobre grávido. Prestes a parir um experimento científico que combina a informação genética de 324 ditadores, fascistas e déspostas que espalharam o horror pelo mundo, nosso heroi precisa decidir se impedirá o nascimento da besta-fera ou se dará vazão ao sonho de ter filhos. Conseguirá o paladino da infâmia abortar o fim do mundo que cresce em suas entranhas? O valor intrínseco da vida subrepujará o bem maior? Flores são o melhor presente no Dia das Mães? Essas e outras questões na volta triunfal de Crise Existencial.